BAIRROS COMPRAS COMERCIO CIDADES EDUCAÇÃO ESPORTES INDUSTRIA INFORMATICA LAZER NOTICIAS SAUDE SERVIÇOS SOCIEDADE GOVERNO TURISMO
penha O Rio de Janeiro  



Penha

A Penha é um bairro de classe média e média-baixa da Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro, no Brasil. Faz limite com Olaria, Brás de Pina, Cordovil, Vila da Penha, Vila Cosmos, Engenho da Rainha, Complexo do Alemão e Complexo da Maré.
O bairro tem 80.000 habitantes e com referência central a Igreja da Penha no alto de uma pedra.
Atualmentre o bairro tem sofrido com confrontos entre policiais e traficantes nas diversas favelas existentes no bairro, em especial a Vila Cruzeiro..



copa 
Igreja da Penha


Historia do Bairro da penha

A Igreja da Penha é um santuário situado no cima de um outeiro de pedra, na estação do subúrbio da Estrada de Ferro Leopoldina ao qual empresta o nome, próxima da estrada que, partindo da Capital, vai dar em Petrópolis.
A construção do templo data de 1635, pelo capitão Baltasar de Abreu Cardoso, sanhor abastado, «homem dos principais da cidade», proprietário de uma grande quinta dentro da qual se achava o penhasco. Suas terras, segundo indica Vivaldo Coaracy em sua obra «O Rio de Janeiro no século 17», p. 84, lhe foram concedidas por sesmaria em 1613. Para Coaracy, «a devoção dos primitivos moradores do Rio de Janeiro multiplicava capelas e ermidas consagradas à Virgem Maria sob várias invocações, e aos santos de culto mais popular. A religião era, naqueles tempos rudes e de limitada cultura mental, o único veículo de expansão das atividades espirituais; as cerimônias do culto constituíam quase o unico elemento de distração para as asperezas da existência. Baltasar Cardoso decidiu erguer uma capela no alto do morro situado em suas terras e, neste ano de 1635, levou a efeito o seu propósito construindo ali um pequeno templo que foi a origem da Igreja de Nossa Senhora da Penha, que veio posteriormente a dar nome ao bairro. Não muito longe, outra capela foi erguida mais ou menos pela mesma época: a de Santo Antonio de Lisboa no Engenho da Pedra; não é conhecida a data exata da sua fundação mas existe nos livros da freguesia da Candelária o registro de um batismo ali celebrado em 1638.»
A ocupação do bairro da Penha se deu em 1670, quando a Igreja da Penha foi ampliada e, cinco anos mais tarde, com a inauguração de sua longa escadaria - que dizem ter 365 degraus -, facilitou o acesso dos romeiros, que com devoção subiam, escalavrando joelhos, pagando promessas, resgatando pecados, salvando almas.
No final do Século XIX, a Estrada de Ferro do Norte chegou à Penha e, no início do Século XX, foi a vez do bonde elétrico. A oferta de transporte só fez aumentar ainda mais o número de romeiros na região.
Em 1920, do lado oposto da Igreja, foi implantado o Curtume Carioca, que com seu apito caracteristico,chamava à obrigação do trabalho, uma indústria de curtumes, peles e comércio de couros e similares, com construção em estilo Art nouveau. Marcando o caminho, da Estação Ferroviária até a sua porta, foram plantadas Palmeiras Imperiais.
Já enfrentando retração do mercado, pelo surgimento do produto sintético e em função da crise econômica vivida pelas indústrias nacionais, as atividades do Cortume foram encerradas em 1990. O epílogo da história do Cortume Carioca ocorreu em 1998, quando foi decretada a falência. Hoje o local se encontra em processo de demolição, e deve abrigar uma vila olímpica, que deve ajudar a lançar uma nova safra de craques do esporte, algo característico do bairro.
Do bairro surgiram os jogadores de futebol Romário, Gonçalves e Adriano.
No dia 22 de julho de 1919, o bairro da Penha foi emancipado da Freguesia de Irajá, a partir do Decreto nº 1376.
Reconhecido seu valor histórico e cultural para a Cidade, no mês de junho de 1990, a Igreja da Penha foi tombada mediante o Decreto Municipal nº 9413 de 1990.
O Hospital Estadual Getúlio Vargas, fundado em 3 de dezembro de 1938, e o Parque Ary Barroso se encontram em um terreno doado pela família do pioneiro Lobo Júnior, conhecido como Chácara das Palmeiras.
Nesse bairro, o espírito cultural ainda tenta sobreviver nos eventos como: A Festa da Penha (no início do século XX, o primeiro samba gravado "Pelo Telefone" de Donga foi lançado nesta festa), uma festa colorida, com suas barraquinhas; com música sempre alegre e que envolve os corpos na malemolência da dança a festa que ocorre todo final do ano sempre nos meses de Outubro e Novembro.
Na Penha situada na Vila Cruzeiro no campo Ordem e Progresso o  projeto IBISS.




Teleférico

viaduto de cascadura

http://odia.terra.com.br/rio/htm/a_segunda_etapa_do_pac_136986.asp


Atrações do Bairro da Penha

Shoppings: Leopoldina e o Shopping Penha.
Parques: Shangai e Ari Barroso
Colégios: Colégio Nossa Senhora da Penha, São Fabiano, GAU, E. M. Eurico Dutra, E. M. Conde de Agrolongo, Esil Eduacacional, Colégio Filadelfo Azevedo, Lumar, C. E. Gomes Freire de Andrade, E. M. Leonor Coelho Perreira, E. M. Monsenhor Rocha, entre outros.
Igrejas: Igreja N. S. da Penha, Igreja N. S. da Cabeça, Igreja Bom Jesus, entre outras.
Clubes: Centro Cívico Leopoldinense, 30 de Maio, Coimbra, Greip da Penha.
Feiras Livres: da Montevidéo, da Macapuri.
Mercados: Prezunic, Guanabara, Intercontinental (em duas localidades), Supermarket e o Super Prix.
Praças: Panamericana, do IAPI da Penha, Caí, Portugal.
Comércio: Rua dos Romeiros, Montevidéo, Av. Brás de Pina, Rua Nicarágua, Rua Conde de Agrolongo (parte), Av. Lobo Jr.

Igreja da Penha

A Igreja de Nossa Senhora da Penha de França, popularmente conhecida como Igreja da Penha é um tradicional santuário católico localizada no bairro da Penha, na cidade do Rio de Janeiro, no Brasil.
Erguida no alto de uma pedra, é famosa pelos 382 degraus da escadaria principal, onde muitos fiéis pagam promessas, subindo a pé ou de joelhos. O Santuário possui também um bondinho, recentemente reformado, com capacidade para transportar cerca de quinhentas pessoas por hora, gratuitamente.
Anualmente o santuário realiza os festejos da padroeira, no mês de outubro, promovendo a celebração de missas de hora em hora aos domingos, shows religiosos, procissões luminosas, missas campais, apresentação de grupos folclóricos, apresentação de corais e a festa na ladeira de subida ao santuário com as tradicionais barracas de comidas típicas, doces diversos e música ambiente

História da Igreja da Penha

No início do século XVII, o capitão Baltasar de Abreu Cardoso ia subindo o monte rochoso (penha) para observar as suas propriedades, quando de repente surgiu uma grande serpente prestes a atacá-lo. Assustado, apenas conseguiu rogar: "Minha Nossa Senhora, valei-me!". Imediatamente surgiu um lagarto, predador das cobras. Os dois animais começaram a lutar e o Capitão conseguiu fugir.
O proprietário interpretou a aparição do lagarto como obra de Nossa Senhora, a quem tinha pedido socorro, determinando erguer no alto da penha uma pequena ermida com uma imagem que denominou de Nossa Senhora da Penha por se encontrar no alto da rocha.
Progressivamente o número dos devotos foi aumentando até que, em 1728, a ermida com a imagem foi ampliada e erguido um campanário onde foram colocados dois pequenos sinos.


Exibir mapa ampliado


 Links sobre o Bairro da Penha

         Videos





Outros Serviços

PÃO DE AÇUCAR   PASSAGENS AÉREAS HOTEIS RJ        PONTOS TURISTICOS



Riobanner



voltar